quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O SHOW PRECISA CONTINUAR

 Obra de Sonia Madruga

 Por Carlos Pinho 

Dos braços de um povo
Do peito de uma gente
Constroem-se a ilusão, o belo, o novo
Faz-se possível o que estava em mente

O esforço vencido pelo fogo de instantes
A tristeza se alastra, lambendo a esperança
O mais forte se desfaz feito criança
A quarta de cinzas chegou antes

O grito calado
O choro incontido
O olhar marejado
O coração ferido

Mas como foi dito
Não há de se fraquejar
Pois o Samba agoniza, porém sobrevive
E, apesar dos revides, o show precisa continuar



2 comentários:

  1. Bonito e bem escrito! É assim que eu gosto.

    ResponderExcluir
  2. Ficou mt bem retratado a realidade vivida por eles. Gostei mt.

    ResponderExcluir